data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{73F17C2B-4A61-458C-AF49-76E7575B2807}/MJ.gif
pixel

pixel
pixel
  Anistia Política
 Atendimento Especial
 Requerimento
 Comissão
 Calendário de Sessões
 Pareceres
  Cadastro de Cartórios
 Atribuições dos Cartórios
 Atualização de Cadastro
  Classificação Indicativa
 Institucional
 Procedimentos
 Autoclassificação
  Direitos Difusos
 Histórico
 Conselho Federal
 Instruções
 Formulários
 Projetos
 Gestão
  Microfilmagem
 Registro
 Consultar empresas
  Organizações Estrangeiras
 Esclarecimentos
 Procedimentos
 Documentação
 Prestação de Contas
 Recadastramento
 Organizações Autorizadas
 Modelos
 Adoção Internacional
  OSCIP
 Esclarecimentos
 Requerimento
 Modelos
 Renovação
 Entidades Qualificadas
 Prestação de contas
  Utilidade Pública Federal
 Institucional
 Esclarecimentos
 Requerimento
 Relatórios Anuais
 Prestação de Contas
  CNEs
 O que é o CNEs
 Instruções
 Modelos
 CNEs Público
pixel
pixel
  Serviços
Estrutura
Legislação
Mapa
pixel
pixel
pixel
pixel
Cidadania » Organizações Estrangeiras  »  Recadastramento
pixel
pixel
pixel
pixel

Recadastramento

O prazo para o recadastramento terminou no dia 2 de fevereiro, mas os pedidos estão em fase de análise e de verificação de documentos. As OEs que atenderem aos requisitos e apresentarem a documentação completa serão autorizadas a funcionar no país após a publicação da lista de entidades no Diário Oficial da União (DOU) – prevista para março. As organizações que não enviaram todos os documentos terão 30 dias para apresentá-los.

As Organizações Estrangeiras (OEs) que não se recadastraram estarão desautorizadas a funcionar no Brasil após a publicação no DOU. O Ministério da Justiça enviará a relação dessas entidades para os outros ministérios para que não firmem convênios ou parcerias e para a fiscalização da Polícia Federal.

Veja a Portaria nº 1.272/2008, sobre o recadastramento de organizações estrangeiras.


data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{EE941DE6-4E0A-4F23-B3C0-B6A3CAA4FC27}/setas_cidadania.gif  Documentos necessários para o recadastramento

  •  inteiro teor do estatuto, acompanhado de certidão do serviço notarial e de registro no exterior que comprove estar, a organização estrangeira, constituída conforme a legislação do país de origem;

  •  ata da deliberação que autorizou o funcionamento da organização estrangeira no Brasil;

  •  ata de eleição da atual diretoria e demais órgãos de administração, acompanhada de lista contendo a qualificação completa, com nome, nacionalidade, profissão e domicílio de cada um dos seus diretores, administradores e representantes legais;

  • procuração por instrumento público ou particular, neste caso, acompanhada de reconhecimento da firma, designando o representante legal da organização, que deverá possuir residência fixa no Brasil, com poderes expressos para aceitar as
    condições exigidas para o recadastramento e para tratar dos interesses da organização, até sua conclusão, respondendo, se necessário, administrativa e/ou judicialmente;

  • relatório circunstanciado sobre a finalidade da organização, o local em que atua e a descrição das atividades que vêm desenvolvendo; e

  • inscrição no CNEs/MJ - Cadastro Nacional de Entidades de Utilidade Pública.


data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{EE941DE6-4E0A-4F23-B3C0-B6A3CAA4FC27}/setas_cidadania.gif  Passo a passo do cadastramento e recadastramento de organizações

  1. acesse o endereço eletrônico: www.mj.gov.br/cnes;

  2. há um texto explicativo sobre o CNEs. Abaixo, acesse  data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{EE941DE6-4E0A-4F23-B3C0-B6A3CAA4FC27}/setas_cidadania.gif Entrar no CNEs;

  3. se já for cadastrado e tiver seu vínculo comprovado  insira seu CPF e senha e confira se os seus dados estão atualizados;

  4. se ainda não for cadastrado, leia as instruções e clique em Novo Cadastro;

  5. preencha os campos com suas informações pessoais (responsável por prestar as informações da entidade), dentre elas um endereço eletrônico (para receber uma senha de acesso ao CNEs);

  6. de posse da senha pode-se iniciar o cadastro da entidade.

  7. Volte ao endereço www.mj.gov.br/cnes e acesse o link    data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{EE941DE6-4E0A-4F23-B3C0-B6A3CAA4FC27}/setas_cidadania.gif Entrar no CNEs. Surgirá a tela Entidades Vinculadas a Responsável. Escolha a opção “Nova entidade”. Automaticamente será aberta uma janela para cadastro de dados da entidade;

  8. na tela acima, selecione como opção de natureza jurídica: organização estrangeira;

  9. após, preencha os demais itens obrigatórios.

 
data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{EE941DE6-4E0A-4F23-B3C0-B6A3CAA4FC27}/setas_cidadania.gif  Comprovação de vínculo do responsável pelo cadastro

Realizada essa etapa é necessário comprovar o vínculo do responsável pelo cadastro. Para segurança das informações, o interessado somente será considerado responsável pela entidade no CNEs/MJ quando comprovar o vinculo efetivo à entidade. Essa comprovação é simples. Depois de salvar o cadastro da entidade no sistema, o interessado tem a opção de escolher entre dois documentos para entregar (pessoalmente ou por correio) ao Ministério da Justiça, para comprovar seu vínculo. Os documentos são os seguintes:

  • ata de eleição – quando o responsável pelas informações for o presidente ou representante legal da entidade, basta o envio de cópia autenticada deste documento.

  • procuração – se o responsável pelas informações não é o representante legal, o vínculo é comprovado por procuração gerada pelo próprio sistema com os dados já informados no cadastramento da entidade. A procuração deverá ser impressa e ter a assinatura do representante legal da entidade (outorgante) reconhecida em cartório.

Tão logo o Ministério da Justiça verifique a validade da documentação recebida, estará comprovado o vínculo e inscrita a entidade no CNEs/MJ. Até que isso ocorra no cadastro da entidade constará a informação ‘Vínculo pendente’ no CNEs.

Clique aqui para acessar o sistema CNEs

 

data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{EE941DE6-4E0A-4F23-B3C0-B6A3CAA4FC27}/setas_cidadania.gif   Recadastramento de organizações estrangeiras de adoção internacional

As organizações estrangeiras de adoção internacional de menores devem apresentar ao Ministério da Justiça a Portaria de Credenciamento na Autoridade Central Administrativa Federal (ACAF), da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. Ao apresentar esse documento, a entidade não precisará entregar os documentos do artigo 3º, I, II e III da Portaria 1.272/2008.

 

pixel
pixel
pixel
pixel
Busca
Ok
Buscar somente no tema Cidadania
pixel
pixel
Banner de ligação com o Tire suas Dúvidas
pixel
pixel
pixel
pixel
Guia prático para Entidades Sociais 

Manual de Entidades Sociais 

pixel
pixel
pixel
pixel
pixel
Retorna Sobe