data/documents/storedDocuments/{334263AD-A534-4B0E-AD1D-363427828AB4}/{73F17C2B-4A61-458C-AF49-76E7575B2807}/MJ.gif
pixel
Quarta-feira, 17 de outubro de 2012
pixel
pixel

pixel
pixel
  O que é o SBDC?
 Atuação
 Estrutura
  SDE/DPDE
 Consulta Pública
 Convênios e Acordos
 Internacional
 Pareceres
 Programa de Intercâmbio
 Requisição de audiência
 English
  Condutas Anticompetitivas
 Abuso de Posição Dominante
 Cartel
 Programa de Leniência
 Medidas Preventivas
 Principais Investigações
  Controle de Estruturas
 Documentos Úteis
 Perguntas Frequentes
  Advocacia da Concorrência
 Apresentações
 Defesa da Concorrência e Consumidor
  Enacc
 Metas de ação coordenada
 Encontros Enacc
 Decisões Judiciais
 Decisões do Cade
pixel
pixel
  Serviços
Entrevista
Estrutura
Eventos
Fotos
Legislação
Links
Mapa
Publicações
Seleção de Consultores
pixel
pixel
pixel
pixel
Defesa da Concorrência » Condutas Anticompetitivas  »  Abuso de Posição Dominante
pixel
pixel
pixel
pixel

Abuso de Posição Dominante

Nos termos da Lei n. 8.884/94, a posição dominante de mercado é “presumida” quando uma empresa ou grupo de empresas controla 20% de mercado relevante. A maioria dos casos de abuso de posição dominante no Brasil envolve algum tipo de conduta cujo efeito ou objetivo é excluir concorrentes do mercado ou impedir que outras empresas entrem em concorrência com a empresa dominante. Todavia, a prática de abuso de posição dominante que tenha unicamente o escopo de explorar posição de relativa fragilidade de parceiros comerciais ou consumidores também pode ser punida.

Dentre as práticas que podem ser consideradas como abusivas estão:

  • Acordos de exclusividade com fornecedores ou distribuidores, para dificultar o acesso por concorrentes a insumos ou canais de distribuição, respectivamente;
  • Discriminação ou recusa no fornecimento de bens e serviços a concorrentes atuais ou potenciais;
  • Dificultar injustificadamente o licenciamento de tecnologias;
  • Obrigação de aquisição de produtos em conjunto (venda casada);
  • Cobrança de preços abaixo do custo, para exclusão de concorrentes (preço predatório);
  • Oferecimento de descontos a distribuidores que tenham o efeito de impedir a entrada de novos fornecedores; e
  • Destruição de matérias primas sem justa causa (açambarcamento).
pixel
pixel
pixel
pixel
Busca
Ok
Buscar somente no tema Defesa da Concorrência
pixel
pixel
Banner de ligação com o Tire suas Dúvidas
pixel
pixel
clique para denunciar
pixel
pixel
pixel
pixel
English 

Cade 

Seae 

Processos SDE
Acompanhamento processual 


Pareceres SDE 

Requisição de audiência
Solicitação 


pixel
Retorna Sobe